Desenvolvimento dos Órgãos Sutis e a Humildade

Anatomia do Corpo Sutil, Inteligência Espiritual

A humildade é um comportamento, uma consequência do desenvolvimento dos órgãos sutis. Quando atingimos um certo grau de integração entre os órgãos sutis e os órgãos materiais edificamos a humildade em nosso cotidiano.

É importante não confundir humildade com obediência, nem submissão.

Nas ações da humildade não há nenhum compromisso com a subordinação.

Humildade é pensar e sentir antes de ter uma opinião. Humildade é saber que a nossa opinião pode ser diferente dos demais, porém, não somos melhores, nem piores em função disto.

Humildade é reciclar paradigmas.

Humildade é saber que podemos melhorar ou piorar e identificar onde melhoramos e porquê e onde pioramos e porquê.

Humildade é gostar de trabalhar, saber que o trabalho é um compromisso com a evolução.

A humildade nos desperta para não vivermos do suor das outras pessoas. Enquanto vivemos do suor dos outros a arrogância predomina em nossos órgãos materiais.

Por estas e outras direções para as quais a humildade nos encaminha é que encontramos forças para mantê-la. Manter a humildade no nosso cotidiano é muito mais difícil e complexo do que conquista-la.

Muitas vezes conquistamos a humildade e, todas as vezes, ela nos fará ter contato com as nossas conveniências. Quando a conveniência ganha o combate perdemos a humildade. Quando a humildade ganha o embate perderemos alguns valores que a conveniência nos trouxe. Se sustentarmos a perda, a humildade se fortalece, a humildade nos fortalece.

É muito difícil para a vida material abrir mão de um bem adquirido através da conveniência. A conveniência, quando se instala em nossa mente e sentimentos, aparentemente, torna o nosso viver mais fácil. Porém, no fundo da alma, no centro do coração, na superfície do nosso sorriso falso sabemos que não somos felizes.

A infelicidade é a força geradora da conveniência.

Os convenientes infelizes doam sua energia de crescimento real e assim alimentam a infelicidade.

Enquanto isto, o humilde é feliz porque escolheu priorizar o amor verdadeiro, o verdadeiro amigo, o verdadeiro caminho, do Deus verdadeiro.

Estas pessoas alimentam a esperança da felicidade de um dia se propagarem no planeta Terra.

Com profundo amor e cumplicidade com todos que conquistaram a humildade,

Halu Gamashi

4.4.2016. 14h57min Cacha Pregos/BA

 

( Sexto texto da coletânea sobre o tema “Pineal – Inteligência Espiritual” )

 

1 Comentário

  1. Karla Marina Braga Dias

    Profundo!!
    Gostei muito Halu!!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vídeos

O Chip Sombrio do Plano Inverso

Categorias

Arquivo

Categorias

Arquivos